Receitas de coquetéis, destilados e bares locais

O que é cozinha irlandesa - e o que deveria ser?

O que é cozinha irlandesa - e o que deveria ser?



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A cozinha irlandesa moderna não tem uma plataforma real e tem muito pouca conexão com o nosso passado. Adaptamos muitas tendências culinárias modernas diferentes em um grande caldeirão, deixando muito pouco espaço para a originalidade e a verdadeira promoção da cozinha irlandesa em sua forma contemporânea.

A cozinha irlandesa é um estilo de cozinha desenvolvido pelo povo irlandês. Evoluiu ao longo de séculos de mudanças sociais e políticas. A culinária é influenciada pelas safras e animais cultivados no clima da Irlanda. A introdução da batata na segunda metade do século 16 influenciou fortemente a culinária da Irlanda desde então. Os pratos irlandeses representativos são ensopado irlandês, bacon e repolho, boxty, coddle, colcannon e (principalmente no Ulster) fadge.

Existem muitas referências a alimentos e bebidas na literatura irlandesa antiga. O mel parece ter sido amplamente consumido e usado na fabricação de hidromel. As velhas histórias também contêm muitas referências a banquetes, embora possam ser muito exageradas e fornecerem poucos insights sobre as dietas do dia-a-dia. Existem também muitas referências a fulacht fiadh, que podem ter sido locais para cozinhar veados, consistindo em buracos no solo que estavam cheios de água. A carne era colocada na água e cozida com a introdução de pedras quentes. Muitos locais de fulacht fiadh foram identificados em toda a ilha da Irlanda, e alguns deles parecem ter estado em uso até o século XVII.

As escavações no assentamento Viking na área de Wood Quay de Dublin produziram uma quantidade significativa de informações sobre a dieta dos habitantes da cidade. As principais carnes consumidas eram bovina, carneiro e porco. Aves e gansos domésticos, bem como peixes e crustáceos, também eram comuns, assim como uma grande variedade de frutas e nozes nativas, especialmente avelãs. As sementes de knotgrass e goosefoot estavam amplamente presentes e podem ter sido usadas para fazer mingaus.

Desde a Idade Média, até a chegada da batata, a característica dominante da economia rural era a pecuária. A carne produzida era principalmente preservada pela nobreza e nobreza. Os pobres geralmente sobreviviam com leite, manteiga, queijo e vísceras, suplementados com aveia e cevada. A prática de sangrar o gado e misturar o sangue com leite e manteiga (semelhante à prática dos Maasai) não era incomum. O pudim preto é feito de sangue, grãos (geralmente cevada) e temperos, e continua sendo um alimento básico no café da manhã na Irlanda.

As batatas constituem a base de muitos pratos tradicionais irlandeses. A batata foi introduzida na Irlanda inicialmente como uma cultura de jardim, e eventualmente passou a ser a principal cultura alimentar dos pobres. Como fonte de alimento, a batata é extremamente valiosa em termos da quantidade de energia produzida por unidade de área de cultivo. A batata também é uma boa fonte de muitas vitaminas e minerais, principalmente vitamina C, quando fresca.

As batatas eram amplamente cultivadas, mas em particular por aquelas em um nível de subsistência; a dieta deste grupo durante este período consistia principalmente de batatas suplementadas com leitelho. Batatas também eram dadas aos porcos, para engordá-los antes do abate, na aproximação dos meses frios de inverno. Grande parte da carne de porco abatida teria sido curada para fornecer presunto e bacon que poderiam ser armazenados durante o inverno.

A carne fresca era geralmente considerada um luxo, exceto para os mais ricos até o final do século 19, e as galinhas não foram criadas em grande escala até que o surgimento de mercearias da cidade na década de 1880 permitiu que as pessoas trocassem bens excedentes, como ovos, e, pelo pela primeira vez, compre uma variedade de alimentos para diversificar sua dieta.

A adoção da batata como o cerne da culinária irlandesa não deve ser vista como uma escolha voluntária. Como resultado das Leis Penais, foi negado à grande maioria católica irlandesa o direito de comprar terras ou de passá-las como desejassem aos seus descendentes. Conseqüentemente, as fazendas tornaram-se cada vez menores à medida que a população da Irlanda aumentava no início do século 19 (8 milhões em 1840 em comparação com 20 milhões da Inglaterra, Escócia e País de Gales combinados na época). Muitas "fazendas" tinham menos de um quarto de acre, que forneciam comida para uma família de até oito pessoas por ano. A única maneira de evitar a fome era cultivar intensivamente uma única safra, a batata, já que ela fornecia grande parte dos requisitos básicos de nutrição e, assim, tornou-se a única "escolha" disponível para os pobres católicos rurais, que formavam a grande maioria da população .

A dependência da batata como uma cultura básica significava que o povo da Irlanda era vulnerável a más colheitas de batata. Consequentemente, várias fomes ocorreram ao longo dos séculos 16 e 17. A primeira Grande Fome de 1739 foi o resultado de um clima extremamente frio, mas a fome de 1845 a 1849 foi causada pela praga da batata que se espalhou por toda a safra irlandesa, que consistia principalmente de uma única variedade, o Lumper. Durante a fome, aproximadamente 1 milhão de pessoas morreram e mais 1 milhão emigrou da Irlanda.

No século 21, a seleção moderna usual de alimentos comuns à cultura ocidental foi adotada na Irlanda. As refeições comuns incluem pizza, curry, comida chinesa e, ultimamente, alguns pratos da África Ocidental e do Leste Europeu (especialmente poloneses), pois os ingredientes para essas e outras cozinhas se tornaram mais amplamente disponíveis.

Paralelamente a esses desenvolvimentos, o último quarto do século 20 viu o surgimento de uma nova cozinha irlandesa baseada em ingredientes tradicionais tratados de novas maneiras. Esta cozinha é baseada em vegetais frescos, peixes (especialmente salmão e truta), ostras, mexilhões e outros mariscos, o tradicional pão de soda, a vasta gama de queijos que agora se fazem em todo o país e, claro, a batata. Pratos tradicionais, como ensopado irlandês, bacalhau, café da manhã irlandês e pão de batata, voltaram a ter popularidade. Escolas como a Ballymaloe Cookery School surgiram para atender ao crescente interesse associado pela culinária.

Clique aqui para ver a receita de mexilhões Baileys irlandeses do chef Druida

Peixe com batatas fritas (conhecido no Ulster como "ceia de peixe") para levar para viagem são populares. O primeiro fish and chips foi vendido em Dublin na década de 1880 por um imigrante italiano de San Donato Val di Comino, Giuseppe Cervi. Sua esposa Palma perguntava aos clientes "Uno di questa, uno di quella?" Essa frase (que significa "um deste, um do outro") entrou no vernáculo em Dublin como "um e um", que ainda é uma forma comum de se referir a fish and chips na cidade.

A proliferação de fast food tem levado ao aumento de problemas de saúde pública, incluindo obesidade, e um dos maiores índices de doenças cardíacas do mundo. Os esforços do governo para combater isso incluíram campanhas publicitárias na televisão e programas educacionais nas escolas.

Clique aqui para ver uma receita de repolho e bacon do Druida Chef

Embora os irlandeses sempre tenham comido frutos do mar, a popularidade dos pratos de frutos do mar aumentou nos últimos tempos; exemplos comuns incluem camarões e ostras da baía de Dublin (muitos festivais de ostras são realizados anualmente ao redor da costa, onde as ostras são frequentemente servidas com Guinness, sendo o mais notável realizado em Galway todo mês de setembro). Um exemplo de prato de marisco irlandês é o Dublin Lawyer, lagosta cozida em whisky e creme. Salmão e bacalhau são talvez os dois tipos mais comuns de peixes usados. Musgo carrageen e dulse (ambos os tipos de algas vermelhas) são comumente usados ​​em pratos irlandeses de frutos do mar.

Ainda não temos uma definição verdadeira do que é cozinha irlandesa. A maioria de nossas influências são copiadas de outro lugar e não pertencem a esta terra. Não conseguimos criar novas inovações alimentares que representem a Irlanda em toda a sua glória culinária. Nós, como cozinheiros culinários irlandeses, devemos olhar mais profundamente em nossa própria tradição e herança e criar sabores que representem a verdadeira essência desta terra. Devemos ser fiéis aos nossos ingredientes indígenas e servir o nosso mercado doméstico e turístico para aqueles que procuram a hospitalidade irlandesa completa com sabores irlandeses completos.

Leia mais sobre Rory Morahan, o Druida Chef, em seu local na rede Internet


10 pratos irlandeses tradicionais que você deve conhecer

Um dos equívocos mais comuns sobre comer na Irlanda é que tudo o que você vai gostar são batatas, porque essa é a única coisa que os irlandeses são bons em cozinhar. Bem, estamos aqui para provar que essa noção está errada.

Claro, nossos ancestrais irlandeses amavam suas batatas, mas o cenário gastronômico da Irlanda está mudando rapidamente, ficando mais inovador e moderno a cada dia. Enquanto a tecnologia por trás da comida está se tornando mais avançada, a culinária da Irlanda é rica em tradição e, portanto, embora você possa ver os vegetais ricos em amido em algumas preparações, você encontrará pratos saborosos e impressionantes que falam com as raízes da Irlanda muito além do batata.

Cada prato tradicional irlandês conta uma história de folclore e sobrevivência - uma prova de quem os irlandeses realmente são. À medida que a Irlanda se transformava ao longo de sua história, sua culinária passou dos dias sombrios da fome, quando os pratos eram comidos em silêncio e os burgueses tentavam imitar a boa cozinha francesa, para algo que deveria ser celebrado. Não foi até Myrtle Allen de Ballymaloe House, no leste do condado de Cork, servir pratos tradicionais locais aos hóspedes em 1964 com grande orgulho que a culinária irlandesa realmente começou a brilhar. Na esteira de uma explosão econômica, a Irlanda do pós-guerra começou a oferecer uma culinária que refletia a rápida mudança cultural pela qual sua sociedade estava passando. Agora, junto com chefs famosos como Anthony Bourdain, que aprovou a culinária de seu programa de sucesso Sem reservas, pessoas em todo o mundo estão adquirindo uma consciência cada vez maior da progressão alimentar da Irlanda, e achamos que isso é uma coisa boa.

Uma das melhores maneiras de comemorar o Dia de São Patrício (além de beber, é claro) é homenagear a culinária tradicional da Irlanda. O básico é simples: batatas, carne, cordeiro e pão - alimentos básicos da Irlanda que a tornam tão acolhedora e gratificante quanto sua vibrante paisagem verde. Para homenagear a culinária, vamos dar uma olhada em 10 pratos tradicionais irlandeses que achamos que você deveria saber, e demos a eles um toque moderno. Neste dia de São Patrício, comece sua própria tradição e reflita sobre alguns dos pratos consagrados pelo tempo da Irlanda, adicionando seu próprio toque do estilo americano.


Receitas irlandesas tradicionais para deixar seu verão fresco e saboroso

A Irlanda (em sua maior parte) precisa desesperadamente de um ótimo verão, mas até agora em maio foi um sucesso e um fracasso. Claro, a Irlanda é conhecida por chover, mas devemos lembrar que é tudo que a nossa adorável precipitação nos fornece uma abundância de produtos caseiros incríveis. A comida irlandesa tende a ser associada a ensopados, sopas e pratos mais invernais, então, a seguir, reunimos mais algumas receitas de verão.

Embora nossas temperaturas de verão raramente tendam a ultrapassar 21 ° C, os irlandeses tendem a mudar seus menus durante os meses de verão e optar por refeições mais leves e frescas. De saladas à moda antiga a frutos do mar frescos, a IrishCentral reuniu algumas receitas seletas, com a ajuda do Bord Bia, o conselho de alimentação da Irlanda.

Alguns deles podem deixá-lo nostálgico, e alguns são uma boa variação do tradicional.

Consulte Mais informação

Receita de salada antiquada

  • 1 ovo cozido, dividido em quatro
  • 6 fatias de beterraba em conserva, segue-se a receita
  • Alface Butterhead
  • 2 cebolinhas ou cebolinhas
  • 2 a 4 tomates, divididos em quartos
  • 8 fatias de pepino
  • 2 rabanetes fatiados
  • Salsa picada
  • Cebolinha, agrião, salsa picada, para enfeitar
  • E a pièce de résistance - um molho de salada com creme.

Receita de salada de batata irlandesa

Serve 5/6 pessoas (como um lado)

Ingredientes

  • 500g / 1 lb de batatas novas pequenas
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 1/2 xícara de maionese
  • Sal e um pouco de pimenta-do-reino moída na hora
  • 1 colher de sopa de cebolinha fresca picada para enfeitar

Coloque as batatas ao lume por 20 a 25 minutos. Até que eles caiam da faca quando você os esfaqueia

Coe-os e corte-os em pedaços pequenos, se necessário. Despeje em uma tigela

Adicione a manteiga e mexa até derreter

Adicione a maionese, sal e pimenta e mexa até que as batatas estejam revestidas

Limpe a lateral da tigela e adicione uma colher para servir.

Inscreva-se no boletim informativo da IrishCentral para se manter atualizado com tudo o que é irlandês!

Uma tábua de queijos irlandesa

A grande variedade de queijos de fazenda disponíveis na Irlanda significa que há um para todos os paladares, cada um capturando o verdadeiro sabor do país. Tem Cashel blue, muitos cheddars diferentes, queijo de cabra, todos os tipos. O problema é o que escolher. Clique aqui para obter uma longa lista de queijos para você escolher.

Aqui estão alguns pontos a serem considerados ao fazer a seleção para sua tábua de queijos:

- Evite escolher demais, é melhor comer dois ou três pedaços de queijo de bom tamanho do que muitos pedaços menores. Parece melhor e o queijo vai manter-se melhor.

- Um semi-soft, um hard e um blue são guias mas não existem regras - tem o que gosta.

- Deixe o queijo em temperatura ambiente (70F) por aproximadamente duas a três horas antes de servir.

Experimente alguns queijos de quinta com o tradicional pão de soda branco.

Receita de bacon

(Este aqui é um pouco quente para cozinhar no verão REAL, mas o presunto é ótimo para saladas, sanduíches ou apenas um lanche na mão da geladeira.)

Ingredientes

Coloque o baseado em uma panela grande

Deixe ferver e cozinhe suavemente por aproximadamente 20 minutos por libra

Defina o forno para Gas Mark 6, 400F (200C)

Remova o baseado da panela

Remova a casca e marque a gordura

Coloque o baseado em uma assadeira

Passe mostarda e pão ralado, açúcar e uma noz de manteiga.

Leve ao forno por 15 a 20 minutos.

Consulte Mais informação

Receita de moules mariniere

Ingredientes

  • 1,8 - 2,25 kg (4 - 5 lb) mexilhões
  • 1 cebola média, picada
  • 1 litro / 150 ml de vinho branco seco
  • Moinho de pimenta
  • 150 ml (5 onças) de creme
  • 25g (1oz) de salsa picada

Limpe os mexilhões e remova as barbas dando um mandril lateral - um para baixo irá rasgar o mexilhão

Remova também as cracas, pois podem cair e estragar o molho. NB: descarte qualquer mexilhão aberto

Cozinhe a cebola em um pouco de óleo até ficar macia

Adicione o vinho e os mexilhões, tampe e agite ocasionalmente até que os mexilhões estejam abertos

Agora adicione um pouco de pimenta do moinho e, em seguida, o creme de leite. Deixe ferver, agitando novamente, e transfira para uma terrina

Polvilhe com salsa e sirva imediatamente. NB: É muito importante descartar os mexilhões fechados - não cozinhe demais na tentativa de abri-los

Hambúrgueres com queijo derretido e receita de molho de tomate

(Este não é exatamente tradicional, mas tivemos que adicionar um pouco de carne irlandesa em algum lugar, certo?)

Ingredientes de hambúrguer

  • 450g (1lb) de carne magra de carne ou cordeiro picada
  • 1 cebola grande, picadinha, refogada no óleo até dourar e esfriar
  • 1 colher de sopa de cebolinha picada
  • 1 colher de sopa de óleo de pimenta, opcional, mas agradável (ver receita)
  • Sal e pimenta-do-reino

Ingredientes de molho de tomate

  • 16 aprox. tomate cereja picado
  • 1-2 cebolas vermelhas, finamente picadas
  • Punhado de coentro picado
  • 1 colher de sopa de óleo de pimenta
  • Suco de limão a gosto
  • Sal e pimenta-do-reino

Misture bem a carne picada, a cebola, a cebolinha, o óleo de pimenta e os temperos

Com as mãos molhadas, forma quatro hambúrgueres

Achate cada um com a palma da mão até obter uma forma uniforme e agradável. Dessa forma, eles cozinharão mais rápida e uniformemente

Mantenha na geladeira até que esteja pronto para cozinhar

Grelhe, faça um churrasco ou cozinhe em uma frigideira preta, até que esteja totalmente cozido, aproximadamente 4-5 minutos em cada prato.

Enquanto isso, misture todos os ingredientes da salsa. Em seguida, coloque uma colher de molho em cima de cada hambúrguer e cubra com uma fatia de queijo.

Grelhe ou cubra a churrasqueira ou a frigideira e continue cozinhando por mais um minuto até que o queijo derreta.

Sirva à base de batido com algumas folhas de salada e o restante molho.

4 fatias de queijo cheddar ou azul

Consulte Mais informação

Merengues com frutas de verão

Ingredientes

  • 8 claras de ovo
  • 500g de açúcar refinado
  • 1 colher de chá de vinagre de vinho branco
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha

Frutas de verão

  • 400g de morangos
  • Framboesas 200g
  • 200g de mirtilo
  • 200g de amoras
  • 250g de açúcar refinado
  • Suco de 1 limão

Recheio de creme

Para os merengues

Defina o forno para 210F (100C) e forre duas assadeiras com pergaminho

Combine as claras de ovo, açúcar, vinagre e extrato de baunilha

Na batedeira, com o batedor, bata as claras em picos duros e brilhantes

Usando um saco de confeitar, canalize montinhos de merengue com 7 cm de diâmetro e 7 cm de altura nas assadeiras.

Asse por cerca de 2 horas. Resfrie à temperatura ambiente.

Frutas de verão

Prepare a fruta e coloque metade das bagas em uma panela média, acrescente o açúcar e o suco de limão e cozinhe em fogo baixo por cinco minutos.

Processe a mistura de frutas. Deixou de lado .

Recheio de creme

Bata o mascarpone, o iogurte e a casca de limão.

Toque no centro de cada merengue para formar um ninho.

Aqueça o coulis em uma panela.

Desligue o fogo e adicione as frutas inteiras restantes.

Espalhe o recheio de creme no centro de cada merengue, seguido de várias colheradas da fruta.

Consulte Mais informação

Inscreva-se no boletim informativo da IrishCentral para se manter atualizado com tudo o que é irlandês!


Salmão

Considerado uma iguaria em outros países, o salmão era um dos peixes mais comuns na Irlanda e um ingrediente básico da cozinha irlandesa. A preparação geralmente inclui escaldar o salmão fresco no caldo de peixe e servir com ervilhas e batatas, mas o salmão frito também é bastante popular e os pratos de massa com salmão também estão pegando.

A forma mais popular de saborear o salmão na Irlanda é simplesmente fumado, no pão, com ovo mexido ou simplesmente sozinho com uma salada. O salmão selvagem tem um sabor melhor, mas infelizmente tem um preço mais alto do que o salmão de viveiro.


20 pratos e alimentos tradicionais irlandeses para experimentar no dia de São Patrício

Quando você pensa em comida tradicional irlandesa, a primeira coisa que provavelmente vem à mente é carne enlatada e repolho. Mas acontece que a carne enlatada não está entre os pratos nacionais do Emerald Isle, diz David McKane, o chef executivo do Castelo de Kilkea, no condado de Kildare.

“A conexão com o Dia de São Patrício se origina especificamente na cultura irlandesa-americana e costuma fazer parte das comemorações na América do Norte”, diz ele. Isso pode levá-lo a se perguntar: O que as pessoas que vivem no Irlanda comer em 17 de março?

Como disse a historiadora da culinária Regina Sexton Irish Times, definir a "cozinha irlandesa" pode ser uma tarefa difícil. “Parece que não temos uma cultura alimentar que se baseia na culinária, na apreciação da comida e na produção de pratos de assinatura que são automaticamente associados ao país, e é aí que reside o problema de tentar definir uma cultura alimentar irlandesa”, afirmou. disse. Em vez disso, é mais sobre a alta qualidade dos ingredientes, como carnes, batatas e repolhos.

A região costeira de Galway, por exemplo, é conhecida pela batata doce irlandesa revestida de canela que complementa um ensopado pesado, bem como berry tolo (um creme doce e arejado) e excelentes ostras. Galway ainda hospeda um festival internacional de ostras e frutos do mar, o mais antigo festival de ostras do mundo.

Ainda assim, há uma abundância de receitas distintamente irlandesas que há muito são a base da cultura - desde pão refrigerante a uma ninharia realmente saborosa. Esteja você procurando celebrar sua herança ou hospedar uma festa super autêntica do Dia de São Patrício, pedimos aos chefs irlandeses que compartilhassem todos os alimentos e lanches tradicionais que você precisa conhecer. Esperamos que você goste das batatas em suas diversas formas.

Tradicionalmente, o bacon irlandês, um lombo de porco magro e fumado semelhante ao bacon canadense, era a carne mais onipresente na mesa na Irlanda, principalmente porque era barata, diz McKane. Mas quando a imigração irlandesa para os Estados Unidos explodiu, os imigrantes descobriram que o custo da carne de porco neste país era proibitivamente caro, então eles começaram a cozinhar carne. Como resultado, bacon e repolho são tecnicamente o prato irlandês mais tradicional, carne enlatada e repolho é a variante irlandês-americana.

O pão de soda irlandês é um pão rápido feito sem fermento. Ele aumenta porque, quando combinados, o bicarbonato de sódio e o leitelho agem como um agente fermentador. De acordo com The Complete Irish Pub Cookbook, o pão geralmente é marcado com uma cruz para ajudá-lo a crescer. O folclore irlandês diz que isso também ajuda a afastar o mal e libertar as fadas.

Uma refeição fácil e flexível que é comumente considerada o prato nacional da Irlanda, diz Amy Lawless, uma irlandesa americana e coproprietária do The Dearborn em Chicago. Embora geralmente feito com carneiro, cebola, cenoura, aipo e batata, o ensopado irlandês também pode ser feito com carne de vaca ou frango, explica ela.

O café irlandês não é uma xícara comum de Joe. É um coquetel feito com um café forte e quente, uísque irlandês como Jameson e açúcar, diz Amy Lawless. A coisa toda é coberta por uma espessa camada de chantilly.

Claro, carne enlatada e repolho ainda aparecem em muitas mesas de jantar no dia de São Patrício. De acordo com The Complete Irish Pub Cookbook, tradicionalmente, o líquido de salmoura incluído é o bactericida Salitre & mdasha, que ajuda a produzir aquela cor rosa ultra-pigmentada. Este é um prato que você terá que planejar com antecedência: Para salgar a carne adequadamente, você precisa de pelo menos uma semana.

Um acompanhamento básico em muitas mesas irlandesas durante o inverno, esta comida caseira é uma mistura de repolho branco refogado e purê de batata cremoso, diz Joe Scully, um chef irlandês e proprietário da Chestnut and Corner Kitchen em Asheville, Carolina do Norte.

Também conhecidos como pés de porco, os crubeens são geralmente fritos e comidos à mão, embora também possam ser refogados, diz Scully.

Assim como o ensopado irlandês, o ensopado irlandês de frutos do mar é um prato muito adaptável que contém uma variedade de frutos do mar, como salmão, truta e marisco, bem como vegetais como aipo e batatas, diz Scully.

Semelhante a um latke, Irish boxty é uma panqueca de batata que você faz misturando batatas raladas com purê de batatas antes de fritar como um hambúrguer, diz Scully. Embora alguns considerem que está entre os pratos irlandeses mais estranhos, na verdade é um lado muito versátil.

A Irlanda é mundialmente conhecida por seu salmão defumado, diz McKane. É servido o dia todo e pode ser encontrado em todos os lugares, desde buffets de café da manhã, chá da tarde e jantar.

Esse tipo de carne é nativo da ilha da Irlanda, diz McKane. É considerado pelo seu sabor doce e ligeiramente aveludado.

Essa comida caseira do dia a dia é essencialmente uma maneira de disfarçar as sobras, diz Scully. A caçarola em camadas é simples: o guisado da noite anterior é coberto com purê de batatas e depois assado.

Morcela e salsicha de sangue mdashor e mdashis normalmente servidos no café da manhã, mas podem ser apreciados ao longo do dia, diz Scully.

Este clássico é um verdadeiro smorgasbord que geralmente inclui rashers fritas (fatias finas de bacon), linguiças fritas, ovos fritos, tomates fritos, cogumelos fritos, morcela branca e preta, feijão cozido e torradas, diz Clodagh Lawless, um irlandês americano e co -proprietário do Dearborn.

Esta sobremesa em camadas tradicionalmente contém creme, bolo de ló embebido em suco de fruta ou xerez ou dedos de senhora, frutas, geléia e chantilly, diz Amy Lawless.

A Irlanda é conhecida principalmente por suas opções de alimentos mais naturais, mas na verdade é um paraíso de ótimos moluscos, especificamente na costa de Galway.

& ldquoA ostra, não a batata, deveria ser o símbolo da comida irlandesa, " Bloomberg relatado em 2018. Esse artigo descreve as "ostras planas" nativas como "gamy". A diferença entre eles e ostras do Pacífico é como "um IPA duplo em comparação com Bud Light."

Não muito diferente da caixa, farls são uma espécie de pão de batata assado servido no café da manhã, por O guardião. Eles são normalmente feitos combinando batatas, manteiga, farinha e fermento em pó, com a massa sendo cortada em quatro pedaços simétricos ("farl" significa "quartos" em gaélico).

Pelo Allrecipes.com, farls podem até ser feitos com sobras de purê de batata, que funcionam bem por causa de sua leveza.

O baga tolo é um deleite delicioso e um testamento para a Europa como um todo & ndashenquanto é popular na Inglaterra e na Irlanda, seu nome pode vir do verbo francês "fouler", que significa "esmagar", embora isso tenha sido contestado. Esta sobremesa de fruta emplumada pode ser feita com quase qualquer tipo de baga, e envolve amassá-los e combiná-los com creme de leite resfriado para um prato refrescante.

Este pão doce irlandês é normalmente associado ao Halloween. Semelhante ao bebê de plástico que muitas vezes vem em bolos king Mardi Gras, um anel é geralmente colocado dentro do barmbrack e diz-se que a pessoa que o encontra tem boa sorte.

Uma refeição de conforto eficaz, o coddle irlandês combina linguiça (e às vezes bacon) com batatas e molho. A coisa toda é então cozida lentamente, o que lhe dá uma consistência semelhante à do ensopado irlandês. É um jantar de inverno perfeito e saudável.


Dia Mundial da Saúde: Nossas receitas irlandesas favoritas, saudáveis ​​e saudáveis

Em vez de olhar para dietas da moda e novas tendências alimentares, preferimos olhar para trás e lembrar o velho ditado que diz que se você quer comer de forma saudável, coma como seus avós faziam.

Consulte Mais informação

A comida irlandesa desenvolveu uma má reputação por ser pesada e enfadonha, mas não é o caso. É verdade que você pode jantar fora em um café da manhã irlandês completo e purê de batata com creme, mas há muito mais na culinária irlandesa.

Na verdade, a beleza da dieta tradicional irlandesa é que ela mudou muito pouco entre o final do século XIX e meados do século XX. Seus ingredientes eram baseados em alimentos locais ou que podiam ser facilmente importados. O que se criou foi uma dieta simples composta por alimentos locais e saudáveis.

Aqui estão algumas de nossas receitas irlandesas favoritas, saudáveis ​​e substanciais:

1. Irish Stew

Durante os meses frios de inverno, um guisado irlandês farto é a refeição perfeita para voltar para casa. O que poderia ser mais saudável do que uma panela de vegetais, caldo e um pouco de carne magra?

Se você está se lançando em uma dieta ao estilo de Atkins, pode até mesmo pular a adição das adoradas batatas e substituí-las por outro vegetal.

Claro, você poderia deixar o Guinness de fora, mas vamos lá, você não quer exagerar.


Sete pratos tradicionais irlandeses deliciosos

Originalmente, as receitas tradicionais irlandesas tendiam a ser saudáveis ​​e simples, com apenas ingredientes básicos cultivados na Irlanda na maioria dos casos. Durante os anos 1800, a culinária irlandesa consistia em pratos saudáveis ​​que alimentavam os pobres. Estes são tradicionais. as receitas não continham ingredientes exóticos, apenas o que estava prontamente disponível para os cozinheiros na época.

Com o tempo, os chefs irlandeses começaram a modificar esses pratos irlandeses, para torná-los um pouco mais emocionantes, mas ainda mantendo a raiz irlandesa de cada prato. A comida gourmet irlandesa tradicional tornou-se conhecida em todo o mundo por ser uma comida boa, saudável e reconfortante.

Portanto, prepare-se para ter água na boca enquanto contamos alguns dos melhores pratos que a Irlanda tem a oferecer.

1. Carne e Guisado

Beef and Guinness Stew deve ser um dos pratos irlandeses mais conhecidos. É um prato perfeito para um dia frio de outono. Cheio de coisas boas, com vegetais cultivados na Irlanda, temperos, carne bovina e, é claro, a pièce de résistance, o molho Guinness. Você pode servir como um guisado embalado com batatas inteiras. Se você estiver se sentindo um pouco mais aventureiro e quiser dar um passo adiante, você pode usá-lo como recheio para uma impressionante torta de ensopado irlandês.

Aprenda a fazer ensopados e sopas irlandesas tradicionais com The Irish Pub Cookbook!

Ensopado de carne com Guinness servido junto com uma caneca de Guinness no Thomond Bar em Cork, Irlanda (© Erin Klema)

2. Bacon e repolho

Considerado o prato nacional da Irlanda, o bacon e o repolho têm uma longa história na Irlanda. Quando este prato era feito originalmente, o repolho era sempre cozido na água do bacon. Apenas uma panela podia ficar pendurada no fogo por vez, então, quando o bacon estava quase cozido, os cozinheiros irlandeses acrescentaram o repolho para a última meia hora de cozimento. A água do bacon confere ao repolho um sabor salgado e inesquecível, razão pela qual muitos irlandeses tentam recriar este método de cozimento. Se feito corretamente, esta refeição aparentemente básica se torna uma obra-prima saborosa. Este prato é melhor cozinhado com lombo de porco, especialmente se ainda tiver a casca, pois aumenta o incrível sabor salgado. É normalmente servido com batatas e um molho rico e cremoso de salsa.

Bacon e repolho, prato tradicionalmente associado à Irlanda, traz bacon cozido com repolho e batata. (© Fanfo / Adobe Stock)

3. Dublin Coddle

Coddle é predominantemente um prato de Dublin e é conhecido como Dublin Coddle. É um alimento saudável e nutritivo que surgiu como uma alternativa ao tradicional ensopado irlandês. As receitas variam de casa para casa em Dublin, mas o alimento básico de cada bacalhau permanece o mesmo: salsicha, bacon (ou fatias, como é chamado na Irlanda), lentilhas, cebola e batatas. No entanto, cada família tem seu próprio toque neste prato. Coddle é o alimento de conforto definitivo e deve ser experimentado pelo menos uma vez.

Ingredientes para o Dublin Coddle perfeito

4. Boxty

Este prato tradicional é um toque irlandês em panquecas de batata. Boxty está principalmente associada à região central do norte da Irlanda em Connacht e Ulster. Existem tantas variações desta receita simples, mas todas elas contêm batatas crus raladas finamente e servidas fritas. Com as papilas gustativas modernas sendo mais diversificadas, algumas receitas começaram a adicionar especiarias ou vegetais à mistura. No entanto, o estilo simples e grelhado é o original e parece ser o favorito entre os irlandeses. Às vezes, não há como superar o original.

Experimente este prato tradicional irlandês em casa com a receita quadrada de Verdadeira comida irlandesa: 150 receitas clássicas do país antigo!

Panquecas de batata irlandesas caseiras (© Brent Hofacker / Adobe Stock)

5. Barmbrack irlandês

Tradicionalmente, o brack era um pão adoçado assado com sultanas e passas para adicionar sabor e textura ao pão normal. No entanto, à medida que o paladar irlandês crescia, também crescia a receita. Começou a incluir pêssegos, damascos, ameixas e especiarias para torta de abóbora. Este prato tem um pouco de mito, transmitido de geração em geração irlandeses. No Halloween, o colchete tradicionalmente continha vários objetos cozidos no bolo de pão e era usado para prever a sorte de quem encontrava os itens em sua fatia. Este ritual de Halloween evoluiu ligeiramente. O colchete agora contém apenas um anel - e o folclore é a pessoa cuja fatia contém o anel vai se casar em breve. Portanto, tome cuidado ao decidir qual fatia você obterá!

Barmbrack irlandês recém-assado

6. Colcannon

Este é provavelmente o mais irlandês possível. Colcannon é feito de purê de batata e couve encaracolada com uma pitada de cebolinha, leite, manteiga e temperos. Se você estiver se sentindo corajoso, pode adicionar um pouco de mostarda de grãos inteiros a este prato para dar uma mordida nele. Como os irlandeses são um bando supersticioso, há outro costume de Halloween anexado a este prato. É bem conhecido que serve colcannon com moedas de prata embrulhadas em papel alumínio para simbolizar a boa sorte para aqueles que as encontram em sua refeição.

Sirva Colcannon em sua mesa de jantar usando a receita em Verdadeira comida irlandesa: 150 receitas clássicas do país antigo!

Colcannon irlandês caseiro (© Vm2002 / Adobe Stock)

7. Pão de Soda Irlandês

Em gaélico, o pão de refrigerante irlandês é chamado Cáca Baile, que se traduz em bolo caseiro. O que torna o pão com refrigerante irlandês diferente de outros tipos de pão com refrigerante ao redor do mundo é o fato de o leitelho ser substituído por iogurte vivo ou até mesmo forte na receita irlandesa. A receita irlandesa também usa trigo mole, então o pão de soda é basicamente feito com um bolo ou farinha de pastelaria, que tem níveis mais baixos de glúten do que a farinha de pão e dá um sabor um pouco mais doce. Este pão é melhor servido no jantar, torrado com manteiga junto com uma xícara grande de chá.

Quer fazer pão de soda em casa? Experimente a receita em The Complete Irish Pub Cookbook!

Pão de soda recém saído do forno

All these delightfully delectable dishes can be recreated with very little work at home. However ideally, to really get the most out of Irish cuisine it should be tasted in Ireland to experience fresh Irish produce and the cooking of Irish chefs.

The Restaurants Association of Ireland has recently revealed the number 1 place in Ireland to get some grub. So for foodie lovers out there, if you are planning a trip to Ireland, why not rent a car and travel to West Cork, winner of the 2017 “Foodie Destination” award. Você não vai se arrepender!


12 Irish Foods to Celebrate St. Patrick’s Day That Aren’t Corned Beef and Cabbage

Every St. Patrick’s Day since I can remember, my mother has made our traditional celebratory meal of corned beef and cabbage, with a side of soda bread. And though I’m about 25 percent Irish (thanks Ancestry.com!), I’ve never been what you would call “into” this traditional meal. Still, any proper quarter Irish woman wants to celebrate her heritage on this fine Irish holiday, which is why I started researching alternative St. Paddy’s Day meals to eat that didn’t involve homemade corned beef.

The Usual Suspect Is Corned Beef Actually Irish? The history of Irish cuisine or traditional Irish food is actually quite complex—British colonialism and the Great Famine obviously had a huge impact on what is technically now considered traditional Irish fare. (Despite the fact that potatoes are what Ireland seems to be known for, they were actually brought by British settlers.) And though Irish cuisine is much more diverse than it gets credit for, much of it is categorically hearty (makes sense since clouds and rain are prevalent here—they don’t call it the Emerald Isle for nothing). The reality is however, if you walk into any Dublin pub you’ll find a varied, traditional menu that may not have the word cabbage written once. But most likely you will have a meal that is perfect for soaking up an Irish stout. Here’s how to bring some Dublin pub food into your own kitchen come St. Patrick’s Day without even cruising by the cabbage in the grocery store.


Irish Food

Share 0

When people hear about Irish food, they often automatically think about potatoes, because potatoes used to be such an important staple for the Irish. The potato blight that struck in the mid 19th century, combined with the high reliance on this vegetable as a main food source lead to the disasterous Irish potato famine from 1845-1852. While potatoes were, and still are, an integral part in Irish cuisine, you would be mistaken in thinking that there is not much variety besides the humble spud. Thanks to an increase in immigrants from other countries and the return of the Irish diaspora from around the world, you will also easily find dishes with global influences in Irish restaurants and homes alike. Let's have a look at some of the dishes you should try while in Ireland – or try to cook them in your own kitchen at home.

The Irish Stew is a great dish for a cold day, and tastes delicious if you get the spices right. Core ingredients include some sort of meat (usually lamb or mutton, but sometimes beef is used) and root vegetables such as carrots and parnsips. Of course potatoes are also a very vital ingredient, either cooked in the stew itself or mashed with butter and salt and pepper as a side dish. There are different recipes for this stew, and some Irish people can become quite passionate about which combination of ingredients is the right one. Some are very traditional, while other Irish dare to experiment. We recommend that you go for what sounds most appealing to you (while making sure you include some guinness to add richness to your dish!)

Bacon and Cabbage

You guessed right, the main ingredients in this one are bacon and cabbage, but it is more exciting than you might think. It is a very simple, but very tasty, dish. Potatoes, and sometimes turnips, are served as a side dish. The bacon can be smoked or unsmoked, with the vegetables accompanying the dish being boiled in water alongside the bacon to give them a distinctive, salty flavour. The dish is usually smothered in a delicious white sauce, similar to a French b échamel sauce, with parsley replacing nutmeg, along with a pinch of salt and white pepper. Executed well, this dish is a real Irish gem.

The dish with the funny name Boxty is a traditional Irish potato pancake that is usually served as a savoury dish, again sometimes as part of a full Irish breakfast. The main ingredients for this dish are finely grated raw potatoes (which of course are cooked while the pancake is fried), mashed leftover potatoes and flour.

Each country has its own version of a leftover dish: the kind of dish you usually cook when you have food left that you want or need to use up, but you can't really think of something. In Ireland, this dish is called Coddle, but it has a few ingredients that often are part of it, like sliced pork sausages or fatty back bacon, potatoes and onions. Barley is usually also found in the more traditional recipes. Apart from that, anything can be added: carrots, parsnips etc. Coddle is mostly connected with Dublin, even though it is also eaten in other parts of Ireland.

Soda bread – griddle bread – griddle cakes

Soda bread, is a bread that is made from plain or wholemeal flour (or a combination of both), buttermilk (which can be replaced with yoghurt or guinness), baking soda, and salt. Eggs can also be added to lighten the loaf, with treacle or molasses often being added to add a slight sweetness and depth of flavour. The soda bread is usually done in a savoury manner, but it can also be baked with sweet ingredients such as sultanas or raisins. One very interesting and tasty version is the wild garlic soda bread. All forms of this bread are best served warm form the oven, slathered with good quality Irish butter. Irish soda bread is often used to accompany an Irish fry, stews, soups or with some jam and a steaming cup of Barry's tea!

Black pudding

Black pudding has seen something of a resurgence in recent years in Ireland due to the renewed emphasis on using excellent local ingredients. The main ingredient in the black pudding is blood (usually from pork) and the next ingredient is oatmeal, but a blood-free form known as "white pudding" is also available, comprising mainly of pork meat and fat. Originally black pudding was popular with the poor in the past as it is a dish that can be made very cheaply. Today, it is still popular as part of the traditional full Irish breakfast but is also often found in savoury tarts and even on pizzas or in burgers! One of the most well-known brands of black pudding - from Clonakilty in county Cork, actually uses beef instead of pork, with its spice blend, like that of many of its counterparts, remaining a closely guarded secret.

This is a potato based dish and basically consists of mashed potatoes mixed with kale. When kale is not in season cabbage can be used. The mashed potatoes are made with potatoes, milk, butter and seasoning as desired (salt and pepper are the usual basics, but you can also experiment with it). In Ireland, this dish is usually served with some ham or bacon.

Rosemary and garlic roast lamb
The Irish also like their roasts. A nicely roasted lamb with fresh rosemary and garlic is a favourite combination, and is usually served with boiled or roasted potatoes and vegetables. This dish is often served as part of a celebratory meal on Easter Sunday, with lamb hailing from counties Kerry and Wicklow known for its high-quality and excellent flavour.


25 Classic Irish Desserts to Make Your St. Patrick's Day Celebration Extra Sweet

Forget the green food dye and make these traditional Irish desserts instead!

When it comes to celebrating St. Paddy's Day, one thing's that absolutely essential (besides the green beer, of course) is a spread full of the most festive and delicious St. Patrick's Day desserts. But instead of picking up the green food dye, why not indulge in one of these traditional Irish desserts, all infused with The Emerald Isle's best and most classic flavors?

This year, dive into some of the best Irish dessert recipes to round out your filling St. Patrick's Day meal &mdash including everything from Irish apple cake to barmbrack (a traditional Irish fruit cake) and, of course, a classic Irish soda bread. And if you're looking for something boozy, don't worry: we have desserts that involve Baileys Irish Cream and Guinness, too! No matter how you're spending St. Paddy's this year, these scrumptious bites will definitely be the highlight of your celebration &mdash especially if you're pairing them with some festive St. Patrick's Day drinks.